02 de março de 2022

Entender o que é e qual a importância da DeFi para o mercado financeiro é essencial para começar a fazer parte desse novo cenário, entendendo as tecnologias e ainda ampliando as chances de sucesso.

Pensando nisso, separamos aqui tudo o que você precisa saber sobre o assunto e como pode dar os primeiros passos.

Boa leitura!

O que é DeFi

DeFi ou Decentralized Finance é definido como uma finança descentralizada e que envolve uma tecnologia bastante diferente.

Dessa forma, não é preciso ter intermediários nessas finanças.

Tal técnica surgiu, principalmente, com o crescimento do blockchain, que mudou o mercado para que os processos se tornassem mais eficazes. Sejam empréstimos ou mesmo a corretagem de algum ativo.

Em relação ao seu surgimento, não temos exatamente um ponto de partida, mas sim um conjunto de cenários.

Para começar, o primeiro ponto de impacto é o surgimento do Bitcoin, em 2009.

Logo depois do surgimento da moeda digital, outro ponto importante foi a liberação dos pagamentos com a moeda. Algo improvável até então.

Afinal, os pagamentos com uma moeda digital não passam por bancos ou outras instituições financeiras.

Sendo assim, uma transação descentralizada.

Por outro lado, existem muitas outras funcionalidades ou transações financeiras, que vão além de pagamentos.

Como resultado, começou a surgir a necessidade de pensar em outros tipos de transações, como as negociações, financiamentos e empréstimos.

Enfim, um outro ponto que precisamos citar aqui é a moeda Ethereum, que surgiu com contratos mais inteligentes, flexíveis e abrangentes.

Algo que, até então, com o Bitcoin, não existia.

Dessa maneira, a moeda trouxe novas oportunidades para o mercado financeiro, saindo do mercado tradicional e antes centralizado, para reconstruir todo o sistema.

Qual a importância da DeFi para o mercado financeiro?

E para que serve essa a DeFi?

Diante do que sabemos até agora, a DeFi tem como objetivo garantir que os serviços financeiros relacionados a criptomoedas sejam efetuados.

Isso tudo indo além das transferências.

Assim, a DeFe é um tipo de protocolo que permite que você mande dinheiro para todos os lugares do mundo. Ao mesmo tempo que você consegue fazer pagamentos de maneira contínua.

Seja com moedas estáveis ou voláteis.

Vale destacar que tudo isso está ligado ao mercado financeiro.

Porém, para que você seja capaz de fazer tudo isso, seria preciso ter uma instituição financeira como intermediária.

Ou seja, a DeFi vem para facilitar esse processo e ainda tornar tudo mais econômico, seguro e rápido. Excluindo o intermediário.

Qual a importância da DeFi para o mercado financeiro

Agora, é chegada a hora de entender qual o real impacto ou importância desse novo método para o mercado financeiro.

Em primeiro lugar, temos todos os protocolos e as diretrizes da DeFi.

Um dos principais protocolos é o fato do dinheiro ser apenas seu, não ficando sob a responsabilidade de nenhuma instituição.

Como resultado, só você tem o poder de decisão sobre o dinheiro e as negociações.

Em segundo lugar, a DeFi traz mais democratização para o dinheiro, bem como rapidez para todo o processo.

Isso acontece porque você pode realizar a transação a qualquer hora do dia, em pouquíssimos segundos e com o código aberto.

Assim, você pode realizar todas as transações sem pagar nenhuma taxa abusiva.

Mas será que isso realmente vai mudar o mercado?

Bom, de maneira geral a DeFi não vai começar a fazer parte do mercado da noite para o dia. Então, existe um processo longo, um caminho a ser seguido.

Dessa forma, é de se esperar que o impacto no mercado não seja tão forte assim, já que a mudança vai acontecendo aos poucos, gerando uma adaptação.

Vantagens de destaque

Para facilitar a sua compreensão da importância da DeFi para o mercado financeiro, separamos as principais vantagens dessa finança descentralizada.

  • Não tem intermediários, como bancos e corretoras;
  • É seguro, já que o blockchain faz o registro de todas as transações;
  • Acesso fácil: por ser um sistema aberto, é de fácil acesso para qualquer um, mesmo que você não tenha um serviço financeiro;
  • Como não tem intermediário, o custo é mais baixo, principalmente em relação a taxas;
  • Evita a manipulação do mercado: já que os bancos não podem ficar mudando os valores da moeda.

Considerando todas essas vantagens, fica a questão: mesmo com a importância da DeFi para o mercado financeiro, existe alguma desvantagem?

Bom, por ainda ser uma tecnologia recente, alguns pontos merecem mais atenção que outros a partir do uso desses serviços de finanças descentralizadas.

As principais desvantagens ou pontos importantes que precisam da sua atenção incluem os riscos de erros.

Em outras palavras, toda a responsabilidade que antes era dos bancos, agora é sua.

Sendo assim, é preciso ter um cuidado extra para não errar, principalmente se você ainda não tem nenhuma familiaridade com o assunto.

Além disso, todas essas finanças ainda não possuem regulamentação.

Como resultado, é possível que existam implicações fiscais.

Por fim, se acontecer algum tipo de problema ou dúvida, a DeFi ainda não possui um SAC que funciona 24 horas por dia, atendentes ou mesmo um suporte.

Qual a importância da DeFi para o mercado financeiro?

Usos do DeFi

Para finalizar esse post, é importante pensar nos principais usos e da importância da DeFi para o mercado financeiro.

Assim, podemos destacar:

Empréstimos:

Os empréstimos aqui são abertos e sem intermediários e possuem liquidação instantânea, não precisa da verificação de crédito, dá para padronizar e ainda possui garantia de ativos digitais.

Da mesma forma, reduz o risco de contraparte, tornando o sistema mais barato.

Serviços monetários:

Entre os principais serviços da importância da DeFi para o mercado financeiro, podemos destacar a emissão de seguros, hipotecas e de stablecoins.

Esses últimos são os criptoativos vinculados a ativos reais.

Geralmente, esses serviços garantem taxas mais baixas, menos juros abusivos e ainda distribui os riscos nos casos de seguros.

Mercado:

Por fim, a importância da DeFi para o mercado financeiro também permite a negociação de ativos digitais sem as exchanges.

Ou seja, dá para fazer trades de forma direta entre usuários com carteiras digitais.

Neste mercado, a manutenção é menor, já que se trata de um serviço descentralizado.

Enfim, você ainda ficou com alguma dúvida ou gostaria de saber mais sobre o a importância da DeFi? Comenta aqui embaixo.

Aproveite também para compartilhar as suas experiências com nossos leitores e não deixe de conferir os posts aqui da página.

Como a Token vai te ajudar na Era Digital?

A Token desenvolve soluções destinadas a atender as exigências da Era da Transformação Digital. Com experiência de mais de 25 anos no setor, a Token oferece soluções para integrar a empresa cliente, ao competitivo e veloz cenário digital.

Sua empresa não perderá tempo para achar o porquê e como resolver gargalos, que impedem a fluidez de seus processos financeiros.

Os serviços e soluções oferecidos pela Token, conectam empresas de toda a cadeia produtiva aos seus respectivos clientes e parceiros. Com a Token sua empresa estará alinhada com o presente e o futuro.

Para não se distanciar da transformação digital, entre em contato com a Token!

Compartilhe

Categorias

Geral